ENSINAR, APRENDER, APREENDER

Blog de organizandoideias :Organizando ideias, ENSINAR, APRENDER, APREENDER

Ensinar não é só expor conteúdos, mas também ter um bom resultado, a aula deve ser uma ação conjunta entre alunos e professores.

         A aprendizagem exige a compreensão do conteúdo onde o aluno tem que, ativamente, refletir para apropriar-se do conteúdo no processo de ensino, e, para apropriar-se, precisa superar o aprender (no sentido de tomar conhecimento, reter na memória, mediante o estudo, a observação ou a experiência), para o apreender, do latim apprehendere, que significa segurar, agarrar, prender, pegar, assimilar mentalmente, entender,compreender.

         Nessa perspectiva é que a ação de aprender não é passiva e o assistir aula perde sentido, pois exige informar-se, exercitar-se, instruir-se, culminando na abstração, e este é o maior desafio.

         Para Zaballa, há quatro tipos de conteúdo:

- Conteúdos factuais = conhecimento de fatos cuja aprendizagem é verificada pela reprodução literal;

- Conteúdos procedimentais = conjunto de ações dominados pela exercitação;

- Conteúdos atitudinais = valores verificados por sua interiorização;

- Conteúdos conceituais = conjunto de fatos.

         Aprender é um processo que exige utilização de uma metodologia adequada e competência docente.

         O processo de ensinagem tem três momentos fundamentais: mobilização do conhecimento; construção do conhecimento; e, elaboração da síntese do conhecimento pelo aluno. E efetiva-se no trabalho conjunto.

Na área da educação, é muito comum ouvirmos a frase: “eu ensinei, o aluno é que não aprendeu”.

Isso vem da idéia de que ensinar é apresentar ou explicar o conteúdo numa exposição, o que a grande maioria dos docentes procura fazer com muita habilidade; daí a busca por técnicas de exposição, como sendo o elemento essencial para a competência docente.

Por isso a necessidade atual de se revisar o ‘assistir aulas’, pois, a ação de apreender não é passiva. O agarrar por parte do aluno exige ação constante e consciente: exige se informar, se exercitar, se instruir. O assistir ou dar aulas precisa ser substituído pela ação conjunta do fazer aulas. Nesse fazer aulas é que surgem as necessárias formas de atuação do professor com o aluno sobre o objeto de estudo, e a definição, escolha e efetivação de estratégias diferenciadas que facilitem esse novo fazer .

Neste contexto de transformações, observa-se, ainda, por parte de muitos professores uma resistência muito grande ao novo e à mudança. Segundo Perrenoud (2000) isso é proveniente de uma série de fatores, dentre os quais o fato de que a maioria dos professores foi formado em uma perspectiva individualista e auto-suficiente. E quanto aos alunos, a recusa em trabalhar com outros recursos  pode ser reflexo das dificuldades, talvez por preferir formas de ensino que já estão habituados, como por exemplo, a aula expositiva. Isso porque, nesse caso, o aluno pode ser bastante dependente de um padrão externo e, devido a isto, apresentar dificuldade em gerar seus próprios conhecimentos.

 

 

 

 

aprendizagem, aulas, conteúdos, ensinar

sexta 25 junho 2010 21:57 , em Educação



Nenhum comentário ENSINAR, APRENDER, APREENDER



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.227.62.141) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para organizandoideias

Precisa estar conectado para adicionar organizandoideias para os seus amigos

 
Criar um blog